Eventos

LANÇAMENTO DO LIVRO “OS PÁRAS EM ÁFRICA”

No próximo dia 01 de junho, pelas 18H00, terá lugar, nas instalações do Palácio da Bemposta - Sala D. João IV, da Academia Militar, em Lisboa, o lançamento do livro “OS PÁRAS EM ÁFRICA”, da autoria de John Cann, com apresentação a cargo do Major-General Heitor Almendra, e edição pela Editora Tribuna da História.

PROLONGAMENTO DO PRAZO DE CANDIDATURA A PROJETOS DE INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO 2018 NO CINAMIL

CallProjetosCINAMILPode consultar aqui o Plano de Investigação, Desenvolvimento e Inovação do Exército (2017-2019), que estabelece os objetivos de investigação bem como as áreas tecnológicas e os sistemas prioritários para o período 2017-2019.

Para formalizar uma candidatura visite a página de candidaturas.

CMNI

No ano letivo 2017/2018, a Academia Militar leciona os seguintes Mestrados Não Integrados:

  • Guerra de Informação;
  • Liderança – Pessoas e Organizações

CANDIDATURA

1. As candidaturas são dirigidas ao Comandante da Academia Militar e efetuadas na Secção de Recrutamento e Admissão.

2. Do processo de candidatura constam os seguintes documentos:

a. Requerimento de candidatura/inscrição;
b. Certificado de habilitações, contendo a classificação obtida nas diferentes unidades curriculares e certidão de licenciatura;
c. Certidão/certificado comprovativo da atribuição de uma equivalência/reconhecimento de habilitações, no caso de obtenção de grau académico no estrangeiro;
d. Fotocópia do bilhete de identidade ou documento equivalente;
e. Fotocópia do cartão de contribuinte;
f. Duas fotografias, a cores, tipo passe;
g. Curriculum Vitae (1 exemplar).

3. Deve ser paga a taxa de inscrição no momento da candidatura, a qual não será devolvida, independentemente do resultado relativo à admissão ao ciclo de estudos.


SELEÇÃO E SERIAÇÃO

1. Os candidatos serão selecionados considerando os seguintes critérios:

a. Currículo académico e científico, incluindo eventual componente de investigação;
b. Classificação da licenciatura;
c. Experiência profissional;
d. Fatores de motivação relativos à frequência do ciclo de estudos, evidenciados em entrevista, se considerada necessária, e como complemento à apreciação dos parâmetros anteriores.

2. A Comissão Científica elabora parecer escrito sobre as propostas de seleção dos candidatos, entretanto preparadas pela Comissão Executiva.

3 - A lista definitiva dos candidatos admitidos à frequência do ciclo de estudos conducente ao grau de mestre é homologada pelo Comandante da Academia Militar.

4. A lista a que se refere o número anterior é objeto de publicação na Ordem de Serviço da Academia Militar e afixada no Departamento de Estudos Pós-Graduados, sendo considerada também para os efeitos tidos como resultantes das atribuições de cada órgão, pelas Secções de Segurança e de Informática da Direção dos Serviços Gerais e de Administração, pela Secção de Avaliação e de Qualidade do Gabinete de Apoio ao Comando e pelo Departamento de Coordenação Escolar. A mesma lista, depois de homologada também é objeto de divulgação na rede académica da AM.

5. Os candidatos são ordenados por ordem decrescente de pontuação, utilizando uma escala de 0-20 valores, resultante da aplicação de fórmula que integre os parâmetros identificados em 1- a), b) e c), e tendo como orientação geral, na eventual ponderação, a importância decrescente dos mesmos.

6. A eventual entrevista preconizada apresentará valor qualitativo a ponderar, em caso de igualdade entre candidatos.


MATRÍCULA

1. A matrícula nos ciclos de estudos conducentes ao grau de mestre é efetuada pelos alunos no Departamento de Estudos Pós -Graduados.

2. Do processo de matrícula, para além da documentação já entregue no momento da candidatura, deverá também constar o boletim de matrícula, a preencher pelos alunos.

3. No momento da matrícula, deverão ser pagos:

a. Seguro escolar (obrigatório);
b. Montante da propina estabelecido.

4. O pagamento é efetuado na Secção Financeira da Secção de Logística da Academia Militar.


CONTACTOS

Academia Militar – Campus de Lisboa
Rua Gomes Freire, 1169-203 Lisboa


Departamento de Estudos Pós-Graduados
e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Tel: 213 186 964


FOLHETOS

Consulte o folheto alusivo a cada uma das candidaturas, selecionando a respetiva imagem:

mestrado guerra de informacao 01 2mestrado lideranca 01 2


DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA A CANDIDATURA:

- Boletim de Inscrição - Ver aqui;

- Requerimento de Candidatura - Ver aqui.

NOTA:

Toda a documentação deverá ser enviada para o Departamento de Estudos Pós-Graduados da Academia Militar, pelas seguinte formas:

- Via e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.;

- Via postal: Rua Gomes Freire, 1169-203 Lisboa.

 


TABELA DE EMOLUMENTOS | Alunos que iniciam o Curso de Mestrado em Guerra de Informação

Processo de Candidatura e Seleção - € 50,00

1.º Ano – Mestrado

  • Matrícula (inclui custos administrativos) - € 100,00;
  • Taxa de Inscrição - € 30,00;
  • Seguro escolar - A definir;
  • Propina do Mestrado em “Guerra de Informação” - € 2.000,00;
  • Propina do Mestrado em “Liderança – Pessoas e Organizações” - € 1.500,00;
  • Frequência escolar de Unidade Curricular isolada (até 40H) - € 300,00;
  • Frequência escolar de Unidade Curricular isolada (até 30H) - € 250,00.

 

2.º Ano – Mestrado

  • Propina - € 1.500,00;
  • Taxa de Inscrição - € 30,00;
  • Seguro escolar - A definir;
  • Frequência escolar de Unidade Curricular isolada (até 40H) - € 300,00;
  • Frequência escolar de Unidade Curricular isolada (até 30H) - € 250,00. 

 

Outros Serviços

  • Avaliação em época de recurso (Época especial de setembro) - € 100,00;
  • Carta de Curso - € 100,00;
  • Certificado de Frequência - € 20,00;
  • Programa de uma Unidade Curricular - € 3,00.

 

Modalidades de Pagamento

  • Na totalidade, no início das aulas do 1.º Semestre, com desconto de 10%, + Seguro Escolar;
  • Em duas prestações, de igual valor, a primeira no início das aulas do 1.º Semetre (50%) e o Seguro Escolar, e a segunda no início do 2.º Semestre (50%);
  • Em três prestações, a primeira no início das aulas do 1.º Semestre (50%) + Seguro Escolar, a segunda no início do 2.º Semestre (30%) e a terceira no final do 2.º Semestre (20%);

Obs: O atraso no pagamento, nas modalidades 2 e 3, incorre num agravamento de 5% do valor em causa. 

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE EQUAÇÕES DIFERENCIAIS E ÀS DIFERENÇAS E APLICAÇÕES
INTERNATIONAL CONFERENCE ON DIFERENTIAL AND DIFFERENCE EQUATIONS & APPLICATIONS

CONFERÊNCIA EM HONRA DO PROFESSOR ONDŘEJ DOŠLÝ | ACADEMIA MILITAR, AMADORA - PORTUGAL, 05 A 09 DE JUNHO DE 2017
CONFERENCE IN HONOR OF PROFESSOR ONDŘEJ DOŠLÝ | MILITARY ACADEMY, AMADORA - PORTUGAL, JUNE 5 / 9 , 2017

PinelasConferencia

 

Oradores de Plenário | Plenary Speakers:

• Michel Chipot, Switzerland
• Pavel Drabek, Czech Republic
• Johan Gielis, Belgium
• Stefan Hilger, Germany
• Wojciech Kryszewski, Poland
• Raul Manasevich, Chile
• Ioannis Stavroulakis, Greece
• Hans Otto Walther, Germany
• Saburou Saitoh, Japan
• Andrzej Szulkin, Sweden
• Fabio Zanolin, Italy

 

Instituições Organizadoras | Organizing Institucions:

LogoAcademiaMilitar cemat1

Entidades Patrocinadoras | Sponsors:

FCTCINAMIL1Fundação OrienteViagens Abreulogo sl getimagelogo

CONFERÊNCIA “NATIONAL & NATO SECURITY: A CHALLENGE FOR PORTUGUESE INDUSTRY”

cartaz

Terá lugar, no próximo dia 18 de maio a partir das 09:00, na Academia Militar – Campus da Amadora, a Conferência Internacional “National & NATO Security: a Challenge for Portuguese Industry” - Organização da idD – Plataforma das Indústrias de Defesa Nacionais, com o apoio institucional da aicep Portugal Global.

Esta conferência pretende incidir nas oportunidades e desafios que as organizações Nacionais enfrentam, sobretudo no âmbito da OTAN, num período em que na Europa e um pouco por todo o Mundo se assiste a uma escalada de tensões e de conflitos armados com motivações diversas.

Em debate estarão temas como desenvolver relações comerciais com a NCI Agency – NATO Communications and Information Agency, passando pela segurança digital, cybersecurity, espionagem industrial, bem como, a propriedade intelectual.

Consulte a página do evento onde se encontra disponível o programa atualizado e onde deverá proceder à sua inscrição até ao próximo dia 15 de maio: Para o efeito, clique aqui.

conferencia final 18.05.2017

Barra2


Nos próximos dias 30 junho e 01 de Julho de 2017, terá lugar na Academia Militar (AM), no aquartelamento da Amadora, o 30.º Encontro do Seminário Nacional de História da Matemática (SNHM).

Prof LilianeAlfonsi

 

Este encontro, contará com um núcleo de comunicações que incidirá sobre o tema "Os Militares e a Matemática". Em particular, o 30.º SNHM contará com a conferencista convidada, Professora Liliane Alfonsi (Université Paris Sud, Laboratoire EST-GHDSO) que apresentará a comunicação:

“La guerre de sept ans (1756-1763) et ses conséquences pour les écoles militaires françaises”.

 

A maioria das conferências do Encontro terá a duração de 25 minutos, seguidos de 5 minutos para questões colocadas pela assistência. Haverá igualmente algumas (poucas) conferências de 45 minutos, igualmente seguidas de 5 minutos para questões da assistência.

A AM convida todos os que desejem apresentar as suas comunicações que enviem, para o respetivo secretariado do encontroEste endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., o boletim de inscrição preenchido, com a indicação do título da sua comunicação. Para o coordenador do SNHM, Luís Saraiva (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.), deverá ser enviado igualmente o título acompanhado de um breve resumo (idealmente entre 100 e 250 palavras) e de uma curta bibliografia (se possível). Para mais detalhes clique em “Submissões”.


SNHM - Seminário Nacional de História da Matemática

Luís Saraiva (CMAF/Universidade de Lisboa)

O Seminário Nacional de História da Matemática foi fundado em Janeiro de 1988, no seguimento das comemorações do bicentenário do falecimento do distinto matemático português José Anastácio da Cunha (1744-1787), as quais se realizaram em vários pontos do País, nomeadamente em Coimbra, Évora e Lisboa. Conscientes de importantíssimas lacunas no que dizia respeito à divulgação e investigação em História da Matemática no nosso País, e muito em especial no que dizia respeito à Matemática Portuguesa, membros das Universidades de Lisboa, Coimbra, Porto e Minho decidiram criar uma estrutura adaptada às circunstâncias que promovesse a elaboração de uma rede nacional de contactos entre os interessados e investigadores em História da Matemática, e simultaneamente promovesse a colaboração e intervenção em temas nessa área.

Não foi esquecida a importante necessidade de integração na comunidade internacional dos historiadores da Matemática, evidenciada pela presença em todos os Encontros Nacionais de investigadores de outros países. Desde meados dos anos 90 o Seminário passou a constituir uma secção da Sociedade Portuguesa de Matemática. Para além dos Encontros Nacionais, desde 1993 o Seminário tem mantido uma colaboração com os investigadores brasileiros de História da Matemática, tendo conjuntamente organizado sete Encontros Luso-Brasileiros de História da Matemática, com publicação das respectivas Actas, com excepção das do 3.º Encontro (as do sétimo Encontro têm publicação prevista para 2017).

Nos três primeiros Encontros e nos três últimos foram tidas em conta duas vertentes, igualmente importantes, dos objectivos do SNHM: a divulgação e a investigação, pelo que nesses Encontros houve sempre a inclusão de conferências sobre temas de investigação, a par de outras mais generalistas, bem como a realização de mini-cursos.

O 4º Encontro, realizado em 2004 no Brasil, teve uma matriz diferente. Considerando que o número de investigadores em História da Matemática nos dois países tinha aumentado significativamente desde a organização do primeiro Encontro, em 1993, foi considerado benéfico para a mobilização desse mesmo corpo de investigadores organizar um Encontro totalmente dedicado a temas de investigação em História da Matemática.

Em 2013 teve lugar em Espanha, em Santiago de Compostela, durante a realização do Encontro Nacional da Real Sociedade Matemática Espanhola, o 1.º Encontro Ibérico de História da Matemática. Este Encontro, iniciando uma colaboração já há muito devida com os nossos colegas espanhóis, realizar-se-á periodicamente de três em três anos, alternadamente em Portugal e em Espanha, e terá lugar durante a realização dos Encontros Nacionais das respetivas sociedades de Matemática.


Encontros Nacionais do Seminário Nacional de História da Matemática, com indicação dos convidados não portugueses:

1.º Encontro: Braga, Universidade do Minho, Abril de 1988. Convidado: Ubiratan D’Ambrósio, então da Universidade de Campinas, Brasil;

2.º Encontro: Lisboa, Complexo Interdisciplinar da Universidade de Lisboa, Novembro de 1988. Convidado: Christian Houzel, da Universidade de Paris XIII;

3.º Encontro: Lisboa, Complexo Interdisciplinar da Universidade de Lisboa, Março de 1989. Convidado: Jean Dhombres, do CNRS e da Universidade de Nantes;

4.º Encontro: Coimbra, Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra, Abril de 1990. Convidado: Ivor Grattan-Guinness, da Royal Society de Londres;

5.º Encontro: Lisboa, Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências de Lisboa, Março de 1993. Convidado: Eduardo Ortiz, do Imperial College, Universidade de Londres;

6.º Encontro: Coimbra, Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra, Maio de 1994. Convidado: John Fauvel, da Open University, Milton Keynes;

7.º Encontro: Coimbra, Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra, Novembro de 1995. Convidados: Catherine Jami, do CNRS, Paris, e Han Qi, do Institute for the History of Natural Science, Beijing;

8.º Encontro: Porto, Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências do Porto, Julho de 1996. Convidados: Ubiratan D’Ambrósio, da Sociedade Brasileira de História da Ciência, Sérgio Nobre, da Universidade Estadual Paulista, e Circe Mary Silva da Silva, da Universidade Estadual do Espírito Santo, Brasil;

9.º Encontro: Coimbra, Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra, Novembro de 1997. Convidados: Ubiratan D’Ambrósio e Eleanor Robson, da Universidade de Oxford;

10.º Encontro: Monte da Caparica, Universidade Nova de Lisboa, Janeiro de 1998. Convidado: Ivor Grattan-Guinness;

11.º Encontro: Departamento de Matemática da Universidade de Aveiro, Janeiro de 1999. Convidado: Eberhard Knobloch, da Technische Universitat Berlin;

12.º Encontro: Lisboa, Complexo Interdisciplinar da Universidade de Lisboa, Dezembro de 1999. Convidados: David Crilly, da Anglia University, Cambridge, e Óscar Abdounur, da Universidade de S. Paulo;

13.º Encontro: Escola Superior de Educação de Castelo Branco, Maio de 2001. Convidado: Gert Schubring, da Universidade de Bielefeld;

14.º Encontro: Departamento de Matemática da Universidade de Évora, Abril de 2002. Convidados: Hans Niels Jahnke, da Universidade de Essen, e Reinhard Kahle, da Universidade de Tübingen;

15.º Encontro: Coimbra, Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra, Novembro de 2002 (Integrado na Conferência Internacional “Pedro Nunes e a Ciência do seu Tempo”). Convidados: Giovanna Cifoletti, do Centro Koyré, José Chabas, da Universidade Pompeu Fabra, Barcelona, Jens Hoyrup, da Universidade de Roskilde, Dinamarca, Mariano Esteban Piñeiro, da Faculdade de Ciências de Valladolid, e Alison Sandman, do Dibner Institute, Cambridge, Massachussets;

16.º Encontro: Coimbra, Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra, Julho de 2003. Convidados: Víctor Navarro Brotons, da Universidade de Valência, e Pedro Ruíz Castell, das Universidades de Valência e de Oxford;

17.º Encontro: Lisboa, Museu de Ciência da Universidade de Lisboa, Junho de 2004. Convidado: Enrico Giusti, da Universidade de Florença;

18.º Encontro: Lisboa, Museu de Ciência da Universidade de Lisboa /Complexo Interdisciplinar da Universidade de Lisboa, Novembro de 2005. Convidado: Jean Mawhin, da Universidade Católica de Louvain;

19.º Encontro: Aveiro, Departamento de Matemática da Universidade de Aveiro, Junho de 2006. Convidados: Karin Reich (Universidade de Hamburgo), Gerhard Wanner, (Universidade de Genève), e Ubiratan D’Ambrósio (Universidade de S. Paulo);

20.º Encontro: Lisboa, Museu de Ciência da Universidade de Lisboa, Dezembro 2007. Convidado: Bernard R. Hodgson (Secretário Geral do ICMI, Univ. Laval, Quebec, Canadá);

21.º Encontro: Porto, Departamento de Matemática Pura da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, Março de 2008, na celebração do 20º aniversário do Seminário. Convidados: Ivor Grattan-Guinness (Middlesex University), Jean Dhombres (CNRS) e Javier docampo Rey (Santiago de Compostela);

22.º Encontro: Lisboa, Museu de Ciência da Universidade de Lisboa, Setembro de 2009, coincidindo com a conferência internacional “History of Astronomy in Portugal: Theories, Institutions and Practices”. Convidados: Ugo Baldini (Universidade de Pádua), José Chabas (Universidade Pompeu Fabra, Barcelona), Roberto Martins (UNICAMP, Brasil), Sérgio Nobre (UNESP, Brasil), Carlos Ziller Camenietzsky (UFRJ, Brasil), Jim Bennett (Museu História da Ciência, Universidade de Oxford), Michael Hoskin (Universidade de Cambridge) e José Vaquero (Universidade de Extremadura);

23.º Encontro: Universidade de Évora, Junho de 2010. Convidados: Eberhard Knobloch e Victor Navarro Brotons;

24.º Encontro: Escola Naval, Alfeite, Junho de 2011. Convidados: Maria Isabel Vicente Maroto (Universidad de Valladolid), Mariano Esteban Piñeiro (Universidad de Valladolid) e João Tomás do Amaral (Faculdade de Educação da Universidade de S. Paulo);

25.º Encontro: Departamento de Matemática da U. Coimbra/Museu de Ciência da U. Coimbra, Junho de 2012. Convidado: Antoni Malet (Universidad Pompeu Fabra, Barcelona);

26.º Encontro: Departamento de Matemática da Universidade de Aveiro, Junho de 2013. Convidados: Maryvonne Spiesser (Université Toulouse III - Paul Sabatier), Isabel Maroto (Universidad de Valladolid) e Wagner Valente (GHEMAT/Universidade de S.Paulo);

27.º Encontro: Escola Naval, Alfeite, Junho de 2014. Convidados: Rebekah Higgitt (Universidade de Kent) e Luis Silveira (Universidade Nova de Lisboa);

28.º Encontro: Mértola, Junho de 2015. Convidado: Ahmed Djebbar (Universidade de Lille);

29.º Encontro: Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, Novembro de 2016. Convidado: Laurent Mazliak, (Universidade de Paris VI) e Wilfried Sieg (Carnegie Mellon University).


Inscrições:

Para o registo no 30.º Encontro do SNHM - Seminário Nacional de História da Matemática, deverá preencher a ficha de inscrição acessível aqui, e enviá-la para o endereço Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Valores de inscrição (até 15 de junho de 2017):

Estudantes de licenciatura, mestrado ou doutoramento: 25 euros;
Sócios SPM, APM, SPE, SPF e SPQ: 35 euros;
Outros: 50 euros.

Nota: As inscrições feitas depois do dia 15 de junho terão um custo adicional de 10 euros.

Valores de inscrição (após 15 de junho de 2017):

Estudantes de licenciatura, mestrado ou doutoramento: 35 euros;
Sócios SPM, APM, SPE, SPF e SPQ: 45 euros;
Restantes: 60 euros.

Os participantes que pretendam usufruir do valor reduzido de inscrição deverão fazer prova da sua condição.

O valor da inscrição inclui: a documentação, coffee-breaks, almoços (a tomar na Academia Militar) nos dois dias (30 junho e 01 julho) e o jantar do programa social, no dia 30 junho.

As inscrições são pagas por transferência bancária para a conta da SPM - IBAN: PT50 0010 0000 1429 8300 0011 4.

O processo de inscrição só se considera concluído com o respetivo pagamento e o envio do comprovativo por email para endereço Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Programa Social: O Jantar do encontro realizar-se-à no dia 30 de junho, com detalhes a divulgar oportunamente.


Submissões:

Convidamos todos os que desejem apresentar as suas comunicações que enviem, para o secretariado do encontro, o boletim de inscrição preenchido, com a indicação do título da sua comunicação. A submissão de propostas deverá ser realizada através do endereço Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., devendo ser antecedida de uma pré-inscrição, realizada através do envio de mensagem para o mesmo endereço, manifestando a vossa intenção de apresentação de comunicação.

Para o coordenador do SNHM - Seminário Nacional de História Militar, Luís Saraiva, deve ser enviado igualmente o título acompanhado de um breve resumo (idealmente entre 200 e 300 palavras) e de uma curta bibliografia (se possível), através do endereço Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Prazo para envio de proposta de comunicação: 10 de abril a 31 de maio;

Data do anúncio das comunicações aceites: até 07 de junho

A SPM publicará um Suplemento ao Boletim da SPM com os resumos alargados (até 3 páginas) das comunicações. No decorrer do encontro serão dadas mais informações.


Programa:

A indicar brevemente.


Local:

Auditório Marquês Sá da Bandeira, da Academia Militar - Campus da Amadora.
Avenida Conde Castro Guimarães, 2720-113 Amadora, Portugal

A cidade da Amadora encontra-se a cerca de 10/15 minutos de comboio de Lisboa, e a estação da Amadora a cerca de 10 minutos a pé da Academia Militar. Poderá consultar os horários/percursos, em: https://www.cp.pt/passageiros/pt/consultar-horarios.


Alojamento:

Algumas sugestões: 

  • Hotel Amadora palace - Este hotel situa-se no centro da Amadora, a cerca de 10 minutos a pé da Academia Militar.

Em Lisboa existe uma variadíssima escolha de hotéis. Indicamos alguns com boa localização para transportes públicos, em particular para o comboio, que é a melhor ligação para a cidade da Amadora.


Contactos:

Comissão Organizadora Local:
Professora Doutora Ana Correia - Departamento de Ciências Exatas e Naturais, da Academia Militar;
Tenente-Coronel Marquês de Sousa - Departamento de Ciências e Tecnologias Militares, da Academia Militar;
Tenente-Coronel Nunes da Silva - Departamento de Ciências Exatas e Naturais, da Academia Militar;
Tenente-Coronel Jordão - Departamento de Ciências Exatas e Naturais, da Academia Militar.

Morada:
Departamento de Ciências Exatas e Naturais – Secretariado do 30.º Seminário Nacional de História Militar (SNHM)
Av. Conde Castro Guimarães, 2720 – 113 Amadora
Academia Militar - Campus da Amadora

E-mail:
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.


 LogoAM 01spm1CINAMIL VermelhoLogo CGD


 Selecione a imagem para obter o respetivo flyer em pdf

30snhm poster

3rd NATO CYBER DEFENCE
SMART DEFENCE PROJECTS’ (CD SDP) CONFERENCE

Portugal, Lisboa, 27-28 abril 2017
Portugal, Lisbon, 27-28 april 2017


2413


Programa | Program

Day 1 1Day 2 1

Selecione as imagens (Day 1 & Day2) para obter os respetivos programas em pdf. 


Inscrições | Registation

Inscrições em: https://3cdsdpconf.academiamilitar.pt/#Registration

Registration on: https://3cdsdpconf.academiamilitar.pt/#Registration


Antecedentes | Background

Antecedentes Nas últimas duas décadas, o mundo foi profundamente influenciado pela revolução digital e pelo rápido ritmo do desenvolvimento das Tecnologias de Informação e Comunicação. A Era da Informação trouxe um desenvolvimento económico e social sem precedentes, mas também criou novos desafios e riscos de segurança, principalmente devido à crescente dependência das modernas sociedades relativamente à Internet e ao ciberespaço. Tendo em conta que o ciberespaço não tem fronteiras físicas e atendendo ao crescente poder destrutivo e disruptivo das ameaças cibernéticas, a nova visão estratégica da NATO salientou a necessidade de criar uma capacidade cooperativa de Ciberdefesa (CD) para responder aos desafios atuais e futuros de segurança e defesa da Aliança Atlântica. De acordo com o Conceito Estratégico da NATO, adotado em novembro de 2010 em Lisboa, o conceito de Smart Defence procura estimular sinergias e promover os esforços de cooperação das Nações Aliadas, a fim de assegurar o desenvolvimento, a aquisição e a manutenção das necessárias capacidades militares. O conceito de Smart Defence é assim assumido pela NATO como uma forma de não duplicação e integração das iniciativas nacionais de desenvolvimento de capacidades (pooling and sharing), capaz de permitir uma melhor priorização e coordenação dos esforços em curso e a desenvolver entre a NATO e as Nações Aliadas. Na área da Ciberdefesa, já existem três Projetos de Smart Defence: o Multinational Cyber Defence Capability Development (MN CD2), o Malware Information Sharing Platform (MISP) e o Multinational Cyber Defence Education and Training (MNCDE&T). A Smart Defence NATO exige assim uma cultura de cooperação renovada e exige uma abordagem inovadora para melhorar a ciberdefesa da Aliança. A declaração conjunta assinada em Varsóvia em 8 de Julho de 2016 conferiu um novo impulso à cooperação estratégica NATO-UE, salientando a necessidade de adotar um quadro multidimensional (NATO-UE) e uma abordagem sinérgica (Smart Defence e Pooling and Sharing) para reforçar a complementaridade dos esforços conjuntos a desenvolver no domínio da Cibersegurança e da Ciberdefesa.

During the last two decades, the world has been deeply influenced by the digital revolution and the rapid pace of ICT developments. Information Age brought an unprecedented economic and social development but also created new security challenges and risks, mainly due to modern societies’ increasing network dependencies. Taking into account that cyberspace has no physical borders and attending to the growing disruptive and destructive power of cyber threats, the new NATO strategic vision highlighted the need of setting-up a cooperative cyber defence capability in order to meet current and future security and defence challenges. According to the NATO Strategic Concept, adopted in November 2010 in Lisbon, the concept of Smart Defence seeks to stimulate synergies and foster Allied Nations cooperative efforts, in order to ensure the development, acquisition and maintenance of the necessary military capabilities. Smart Defence is thus assumed by NATO as a way of non-duplication and integration of national capability development initiatives (pooling and sharing), capable of allowing a better prioritization and coordination of efforts between NATO and Allied Nations. In the area of Cyber Defence, there are already three Smart Defence Projects: Multinational Cyber Defence Capability Development (MN CD2), Malware Information Sharing Platform (MISP) and Multinational Cyber Defence Education and Training (MNCDE&T).NATO’s Smart Defence calls for a renewed cooperation culture and requires an innovative approach in order to better enhance the Alliance’s cyber defence. The joint declaration signed in Warsaw on 8 July 2016, gave a new impetus and substance to NATO-EU cooperation, highlighting the need to adopt a multidimensional framework (NATO-EU) and a synergetic approach (Smart Defence and Pooling & Sharing) in order to reinforce the NATO-EU complementarity of efforts on the field of Cyber Security and Cyber Defence.


Objetivos | Objectives

Com base nos resultados encorajadores da 1ª e 2ª Conferências CD SDP da NATO, a 3ª edição desta Conferência pretende reforçar o desenvolvimento de sinergias, reforçar a complementaridade dos esforços NATO-UE no domínio da cibersegurança e da ciberdefesa e estimular a cooperação entre todos os Projetos de Smart Defence na área da Ciberdefesa. Neste âmbito, será dada especial atenção à cooperação da NATO com a indústria, com o meio académico e às novas oportunidades de cooperação NATO-UE no domínio cibernético. De acordo com esta ideia, os projetos relacionados com a Ciberdefesa (MNCD2, MISP e MNCDE&T) estão fortemente empenhados em unir esforços e trabalhar em conjunto com a indústria e o meio académico, construindo a necessária ponte entre as iniciativas internacionais e nacionais.
Building upon the encouraging results of the 1st and 2nd NATO CD SDP Conference, the 3rd edition of this Conference is intended to enhance the development of synergies, reinforcing the NATO-EU complementarity of efforts on the field of Cyber Security and Cyber Defence and stimulating the cooperation between all the Cyber Defence Smart Defence Projects. A special attention will be given to NATO’s cooperation with Industry and Academia and to new NATO-EU cooperation opportunities in the field of Cyber. In line with this idea, Cyber Defence related Projects (MNCD2, MISP and MNCDE&T) are strongly committed to join efforts and work together with industry and academia, building the necessary bridges between international and national initiatives.

Esta 3ª Conferência dos Projetos de Smart Defence da NATO tem os seguintes objetivos principais:

  • Reforçar a complementaridade dos esforços NATO-UE no domínio da Cibersegurança e da Ciberdefesa.
  • Em linha com a recente Declaração Conjunta NATO-UE, reforçar a implementação do conjunto de propostas comuns através da promoção de uma abordagem sinérgica (Smart Defence e Pooling and Sharing), nomeadamente nas áreas da Educação, Formação e Exercícios de Ciberdefesa.
  • Desenvolver sinergias e estimular a cooperação entre todos os projetos CD da NATO, a fim de fomentar novas iniciativas no âmbito deste cluster de projetos, bem como com a comunidade de CD em geral (por exemplo, nacionais, internacionais, académicos e industriais).
  • Discutir as competências e capacidades de ciberdefesa, a construção de um Currículo Cibernético e o papel das Universidades no desenvolvimento de um Grupo Académico Multinacional (Multinational Cyber Academia Group).
  • Promover um envolvimento e participação ativa da indústria e do mundo académico nos processos de desenvolvimento das capacidades de ciberdefesa NATO.
  • Promover uma cultura estratégica de cibersegurança e ciberdefesa, capaz de estimular sinergias nacionais e promover a cooperação entre Aliados. Este evento tem a intenção de oferecer um fórum alargado de discussão livre e aberta, proporcionando à indústria e ao meio académico uma oportunidade única para apresentar e discutir novas ideias, soluções e capacidades técnicas.

This 3rd NATO CD Smart Defence Projects’ Conference has the following main objectives:

  • Reinforce the NATO-EU complementarity of efforts on the field of Cyber Security and CD.
  • In line with the recent NATO-EU Joint Declaration, enhance the implementation of the common set of proposals by promoting a Synergetic Approach (Smart Defence and Pooling & Sharing), namely on the areas of Cyber Defence Education, Training and Exercises.
  • Develop synergies and stimulate the cooperation between all the NATO’s CD Projects in order to foster new initiatives within this Project’s cluster as well as with the wider CD community (e.g. national, international, academia and industry).
  • Discuss Cyber Defence Competencies & Skills, the building of a Cyber Curriculum and the role of Academia on the development of a Cyber Workforce.
  • Promote an active engagement and participation of industry and academia at NATO’s and National CD Capability Development processes.
  • Promote a Cyber Security and Cyber Defence strategic culture that may stimulate national synergies and foster Allies cooperation.
    This event intends to offer a free, open and wide discussion forum, providing industry and academia a unique opportunity to present and discuss new ideas, solutions and technical capabilities.

Folheto | Flyer

Mais informação sobre 3rd NATO Cyber Defence Smart Defence Projects’ (CD SDP) Conference aqui
More information about 3rd NATO Cyber Defence Smart Defence Projects’ (CD SDP) Conference here


Patrocinadores | Sponsors:

PLATINUM DOGNAEDIS Trend Micro Logo.svg PT empresas2017 04 26 180604

SILVER GMV1Check Point1edp1BRONZE DIGITALSKILLSBRONZE MRA

I CONCURSO NACIONAL COMBINADO DA ACADEMIA MILITAR

Terá lugar, no próximo dia 29 de abril, no Aquartelamento da Academia Militar (AM) na Amadora e no Regimento de Lanceiros N.º 2, o I Concurso Nacional Combinado da AM, integrado no calendário dos “Campeonatos Desportivos Militares – Equitação 2017”, e destinado a cavaleiros militares, a alunos da AM e dos Estabelecimentos Militares de Ensino, bem como, a civis que se inscrevam através da Associação de Concurso Completo de Equitação.

Cartaz I CNC

Programa | Horário

28 de abril
16h00 – Reconhecimento oficial da Prova de Fundo

29 de abril
09h00 – Início da Prova de Ensino
10h30 – Início das Provas de Obstáculos:
            ♦ CNC – Nível Iniciação | OPEN – 0,90/1,00m
            ♦ CNC – Nível Preliminar | OPEN – 1,00/1,10m
15h00 – Inicio da Prova de Corta-Mato
17h00 – Cerimónia de distribuição de prémios