3 resizeaaaADAPTAÇÃO DAS ATIVIDADES DO ANO LETIVO 2020/2021 DA AM DEVIDO AO COVID-19

A Academia Militar (AM) planeou o ano letivo 2020-21 tendo em consideração as normas difundidas pelas autoridades de saúde (civis e militares), as diretrizes do Comando do Exército (Plano de Contingência “COVID-19/EX” e respetivas Ordens Parcelares) e as recomendações da Direção-Geral do Ensino Superior.

Adicionalmente, elaborou o Plano de Contingência Retoma AM 2020/21 contendo as medidas para fazer face à pandemia causada pelo vírus SARS-COV-2 (COVID-19) e garantir as atividades letivas normais, salvaguardando as condições de saúde, higiene e segurança de todos.

O ano letivo iniciou-se em 12 de outubro de 2020, em formato misto, essencialmente presencial nas instalações da AM, mas garantindo também ensino à distancia para os alunos que iam apresentando testes positivos para COVID-19. Adotaram-se outras medidas de otimização de tarefas, especialmente com o aumento do teletrabalho. Esta situação de ensino misto manteve-me até 15 de janeiro de 2021.

Em 18 de janeiro 2021, confrontado com o incremento de contágios em Portugal, o Comando da AM ativou a 2ª fase do seu Plano de Contingência Retoma reduzindo as presenças do seu corpo discente em 50%, mantendo os alunos do 1º ano e do curso vestibular em formato presencial e rotativamente, numa base semanal, outra companhia de alunos teria aulas na AM. Aumentaram-se também os efetivos em teletrabalho.

A implementação do Estado Emergência devido ao COVID-19, decretada ao nível nacional, implicou, entre outras medidas, o encerramento de escolas e universidades, pelo que, a partir de 25 de janeiro de 2021, adotou-se o sistema de ensino não presencial, mantendo-se na AM um efetivo residual de alunos que solicitou aqui permanecer.

Apesar da implementação das várias fases do Plano de Contingência Retoma ao longo deste 1º semestre, garantiu-se a qualidade do ensino e da respetiva avaliação, a formação militar, comportamental e física com algumas restrições, na observância das condições de segurança sanitária adequadas. Relativamente às cerimónias militares próprias do ano letivo, foram realizadas aquelas em que foi possível garantir a segurança e o cumprimento de todas as medidas de segurança e regras sanitárias. Tudo isto foi possível graças ao planeamento atempado e oportuno da AM, ao esforço dos docentes e instrutores em ajustar conteúdos e metodologias de ensino e de avaliação, privilegiando trabalhos individuais e de grupo, à resiliência e capacidade de adaptação dos alunos aos diversos formatos de ensino (presencial, misto e à distancia) e ao empenho e profissionalismo de todos quantos servem na AM.

Em tempo de pandemia a AM continuou a cumprir a sua missão principal de formar os futuros oficiais do Exercito Português e da Guarda Nacional Republicana, adaptando-se e tirando partido das novas tecnologias para inovar metodologias de ensino e processos de trabalho.