Logo

A Biblioteca da Academia Militar, que atualmente alberga cerca de 40.000 títulos, correspondendo a cerca de 200.000 volumes, é constituída por dois polos diferenciados. Um no Palácio da Bemposta, em Lisboa, onde se encontra a maior parte do acervo documental histórico e outro no aquartelamento da Amadora, onde são disponibilizadas as publicações mais recentes e de apoio aos alunos dos primeiros ciclos de estudos.

A história da Biblioteca encontra-se em estreita ligação com a da própria Academia Militar. Constitui-se, inicialmente, de um fundo de obras que pertenciam à Academia Real de Fortificação, Artilharia e Desenho, fundada em 1790, no reinado de D. Maria I. Já com a designação de Escola do Exército, definida pelo Marquês Sá da Bandeira, é atribuída à Biblioteca, em 1839, um avultado nº de obras provenientes dos depósitos das livrarias dos conventos cujas ordens religiosas haviam sido extintas em 1834. Desta forma, o seu núcleo bibliográfico foi grandemente enriquecido, tanto em quantidade como no valor das obras do seu acervo. Até 1894 a Biblioteca esteve alojada em 4 pequenos compartimentos e um sótão.

Nesta altura, sob a direção e planeamento do Coronel António Carlos Coelho de Vasconcellos Porto, procede-se a obras de restauro na “bela e vasta sala, cheia de luz, com galeria toda em volta” (SENA, 1922).

Os fundos têm sido enriquecidos e atualizados, quer por compra quer por oferta, destacando-se algumas valiosas doações, como o acervo do Marquês de Sá da Bandeira, constituído pelas suas obras, mapas e escritos. Para além de diversos manuscritos, a Biblioteca guarda alguns tesouros bibliográficos, do século XVI ao XIX, como é o caso da obra de 1514 - Ars Arithmetica, de Juan Guijarro Siliceo, a História General de las Indias, de 1535 ou ainda a Arte militar dividida em três partes, de 1612.

A Academia Militar continua a ter a sua prioridade orientada no sentido do desempenho das funções de comando, direção e chefia por parte dos futuros oficiais dos Quadros Permanentes do Exército e da Guarda Nacional Republicana. Nesse sentido, a Biblioteca afirma-se como pilar para as atividades de ensino e investigação do corpo docente e dos futuros oficiais e tem como missão a aquisição, seleção, organização, processamento técnico, conservação, divulgação e promoção dos diversos recursos bibliográficos e de informação necessários a essas atividades.

Para além do importante acervo bibliográfico, a Biblioteca da Academia Militar disponibiliza o acesso. Os utilizadores da Biblioteca podem optar entre os diversos catálogos de bibliotecas, as bases de dados e portais que se encontram na internet com interesse para o trabalho desenvolvido pela comunidade da Academia Militar, os repositórios institucionais de referência e ainda o acesso a diferentes recursos de pesquisa, para que as funções de investigação e de educação permanente se façam da melhor forma.

Fotos de: António Homem Cardoso | Academia Militar | CAVE
Copyright 2016 Academia Militar | Powered by mindshaker