LICENCIATURA EM ENGENHARIA ELETROTÉCNICA MILITAR

As Transmissões são uma Arma do Exército Português, constituindo uma força militar destinada a garantir a superioridade de informação das Forças Terrestres em todo o espectro de operações e cenários de empenhamento (paz, crise ou conflito), garantindo o apoio de Comunicações e Sistemas de Informação (CSI), da gestão do conhecimento e de guerra da informação, quer no nível operacional quer no nível tático, bem como a condução de ações de Guerra Eletrónica. É por excelência, devido às suas capacidades residentes de Ciberdefesa e condução de Operações em Redes de Computadores, a Arma responsável pela atuação no ciberespaço, contribuindo assim para assegurar a superioridade operacional do Exército no moderno campo de batalha.

O ciclo de estudos da Licenciatura em Engenharia Eletrotécnica Militar (EEM) constitui a formação inicial de acesso à carreira de Oficial dos Quadros Permanentes do Exército ou da Guarda Nacional Republicana (GNR) da Arma de Transmissões. A Licenciatura é requisito para frequência do Mestrado em EEM, ministrado em associação com o Instituto Superior Técnico (IST).
Objetivos gerais definidos para o Ciclo de Estudos:

  • Sólida formação científica de base, nas Ciências Exatas, na Eletrotecnia e nas Ciências Militares, destinada a satisfazer as qualificações necessárias ao desempenho das funções de um Oficial;
  • Formação comportamental sustentada em sólida educação militar, moral e cívica a fim de desenvolver qualidades de comando, direção e chefia inerentes à condição militar, preparação física e formação;
  • Desenvolvimento da capacidade de raciocínio autónomo, análise e síntese, com espírito crítico, flexível e criativo;
  • Capacidade de expressão e comunicação oral e escrita, indispensáveis para o comando militar.

Consulte a Esturura Curricular e Plano de Estudos